DicasEmagrecimento

Por que dietas restritivas não são recomendadas

É necessário entender a comida como aliada no processo de manutenção da sua saúde e do peso. Comida é essencial e em nenhum momento deve ser vista como inimiga. Nas pesquisas de Sophie Duram, Doutora da USP e Coach em Nutrição, ela conseguiu mapear que as dietas restritivas são altamente agressivas ao corpo e podem, inclusive, levar a um processo reverso de ganho de peso e até mesmo ao desenvolvimento de transtornos alimentares. 

A grande questão é que o nosso corpo precisa de energia para funcionar, e a principal fonte dessa energia são os alimentos. Quando o corpo não recebe o que precisa de maneira adequada, ele liga o sinal de alerta. A partir daí, o corpo passa a pedir alimentos e emitir sinais de fome, no entanto, você não fornece alimentos para ele, com isso, ele se adapta a essa situação de estresse, diminui o metabolismo e passa a gastar energia de forma lenta.

Inicialmente, essas dietas parecem funcionar muito bem, afinal, a restrição abrupta de calorias pode gerar a perda de peso. No entanto, com o tempo, a fome continuará presente, sua mente entrará em um ciclo de culpa, fracasso, desejos…Então você poderá entrar em um processo de reganho de peso, criando assim uma obsessão por alimentos e desenvolvendo transtornos alimentares. Em resumo, o preço a ser pago pelas dietas alimentares é bem alto.

Portanto, a grande questão é alimentar o seu corpo com alimentos corretos que acabem com a sensação de fome e promovam a saciedade, evitando situações de estresse e culpa para o seu corpo e mente. Estratégias como jejum intermitente, adoção de um cardápio low carb e diversas outras, devem ser direcionadas pelo seu nutricionista e encaixadas em um processo de reeducação alimentar com um objetivo específico. Evite adotar dietas e receitas milagrosas encontradas na internet  sem entender o real efeito que aquilo pode causar no seu corpo. 

O cuidado com os remédios para emagrecer

É importante ressaltar que não existe milagre. Assim como as dietas restritivas são danosas ao corpo e mente, os remédios que prometem emagrecimento instantâneo também são perigosos. 

A atuação destes remédios ocorre principalmente através da inibição da fome e da geração da sensação de saciedade, no entanto, a longo prazo, eles possuem efeitos colaterais altamente danosos ao organismo, tais como:

– taquicardia;

– insônia;

– depressão;

– irritabilidade;

– aumento da pressão;

– alterações gastrointestinais. 

Em nenhum momento estes remédios devem ser utilizados de maneira irrestrita e sem a recomendação adequada de um profissional da saúde, e em nenhuma circunstância eles substituem a reeducação alimentar e a criação de uma rotina de exercícios.

Perdendo peso de forma saudável

Para perder peso de maneira saudável, manter o corpo em pleno funcionamento e evitar doenças, é preciso adquirir novos hábitos e reorganizar a rotina. São esses elementos que tornarão o seu processo efetivo, saudável e duradouro, e, com isso, garantirão o seu bem-estar e qualidade de vida.

Em um primeiro momento, é necessário que você consulte um profissional da nutrição para ser orientado(a) quanto à rotina alimentar mais adequada para você, e para entender se você tem necessidade de suplementação de vitaminas e minerais. Uma vez que o seu processo de perda de peso exija compostos que promovam perda de gordura, aceleração do metabolismo ou inibição da fome, opte por opções naturais e saudáveis que não representem nenhum risco para a sua saúde. 

Junto à alimentação, adote uma rotina de exercícios físicos regulares. Para ter um início efetivo e duradouro, comece com exercícios que lhe trazem prazer. Os exercícios mais indicados para emagrecer são os aeróbicos – utilizma o oxigênio no processo de geração de energia dos músculos. Você pode escolher entre pular corda, dançar, pedalar, correr, subir e descer escadas…são diversas as possibilidades. Todos esses exercícios são altamente indicados para perder a gordura da barriga.

Um outro fator que ajuda bastante na manutenção do seu peso é a qualidade do sono. A restrição de sono por si só causa sonolência, fadiga e indisposição, ou seja, a sua propensão a fazer exercícios físicos é bem menor, tendo em vista que seu corpo e sua mente estão cansados. Além disso, os seus hormônios também são afetados pelo sono irregular, o que pode causar um aumento da ingestão de calorias. Portanto, mantenha seu sono em dia.

Um último aspecto  para a sua perda de peso de forma saudável é a qualidade dos seus sentimentos e pensamentos. Como vimos anteriormente, o sobrepeso e a obesidade também podem estar ligados a fatores emocionais e condições, como ansiedade, estresse e depressão. Portanto, o gerenciamento do estresse do dia a dia e das suas emoções também se fazem altamente necessários para a manutenção da sua saúde. Se você perceber que existe algum aspecto emocional negativo e recorrente, busque a ajuda de um profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *