DicasSaúdeSem categoria

O que é gordura no fígado e como tratar?

Gordura no fígado é o nome popular para a esteatose hepática. Essa condição é caracterizada pelo acúmulo de gordura no interior das células do fígado. E por que isso pode ser perigoso? Porque o fígado é um órgão que exerce funções essenciais no organismo: desintoxicação do organismo, armazenar glicose, secretar bile, filtrar microorganismos e muito mais. Logo, o acúmulo de gordura no fígado pode causar um processo de inflamação no órgão que prejudica seu funcionamento e, com o tempo, sem o diagnóstico e o tratamento adequado, pode evoluir para uma cirrose.

A esteatose hepática se divide em dois tipos: alcoólica e não alcoólica. A primeira é causada pelo consumo excessivo de álcool. Já a segunda tem sua origem na alimentação inadequada, no sobrepeso, sedentarismo, diabetes, perda brusca de peso e outros fatores.

Quais são os sintomas?

Uma das características peculiares do fígado é que as doenças que o acometem costumam ser silenciosas. A esteatose hepática, por exemplo, costuma ser assintomática, revelando sintomas quando a doença já está avançada e começa a apresentar complicações. Portanto, aqui abaixo vão alguns dos sintomas que você deve ficar de olho:

1.Icterícia (pele e olhos amarelados);

2.Dores de cabeça constantes;

3.Aranhas vasculares(sinais sob a pele que se parecem com pequenas aranhas formadas pelo cruzamento dos vasos sanguíneos);

4. Dor abdominal no quadrante superior direito.

Como eliminar gordura no fígado?

Não existe fórmula mágica para perder gordura no fígado, a pessoa que apresenta a condição deve se apegar ao tripé: exercícios regulares, alimentação equilibrada e estilo de vida saudável. Em nenhum momento é recomendada a busca por receitas milagrosas que prometem resultados instantâneos e fáceis. Evite promessas como “chá de boldo faz bem para gordura no fígado…chá de louro cura gordura no fígado… receitas caseiras para doenças no fígado”. Entenda que nada disso sendo utilizado de maneira isolada funciona como tratamento, o único tratamento possível é uma mudança de hábitos e estabelecimento de uma vida equilibrada. Preste atenção nas dicas abaixo:

1. Dar início a um processo de emagrecimento;

2. Buscar um bom profissional da nutrição para orientá-lo(a) nesse caminho em busca de um fígado mais saudável;

3. Iniciar a prática de atividades físicas;

4. Beber bastante água;

5. Consumir alimentos adequados que se encaixem em uma dieta saudável e equilibrada. O cardápio para quem tem gordura no fígado deve priorizar frutas e vegetais, alimentos ricos em fibras, ovos, leite desnatado, queijos brancos, carnes com pouca gordura, de preferência as carnes brancas (peixe, frango, peru…). Deve-se excluir comidas congeladas, massas e pães, bebidas alcoólicas, alimentos industrializados e processados, alimentos ricos em açúcar e alimentos com gorduras saturadas (queijos, chocolates, biscoitos, pizzas, hambúrgueres…

O cuidado preventivo

Como você leu acima, as doenças no fígado são bastante silenciosas e o indivíduo precisa prestar bastante atenção em seus hábitos e estilo de vida. Para evitar que o acúmulo de gordura no fígado seja perigoso e prevenir a condição, é necessário fazer  o acompanhamento adequado da saúde desse órgão. Você pode implementar as dicas deste artigo desde já e conversar com seu médico sobre a realização de exames periódicos para monitoramento do órgão. Pessoas com fatores de risco, como o sobrepeso, devem ter um cuidado redobrado e fazer consultas médicas periódicas para avaliar a quantidade de gordura no fígado.

Além disso, foi possível entender que o sobrepeso é uma das principais causas da gordura no fígado. Em entrevista ao Portal Veja Saúde, a gastroenterologista Nilma Ruffeil, do Hospital Moriah, em São Paulo, destaca que a incidência da doença aumenta conforme os quadros de obesidade vão aumentando. “‘Alterações metabólicas promovidas pelo ganho excessivo de peso, entre outros aspectos, favorecem o acúmulo de gordura nas células do fígado, os hepatócitos’. […] Não à toa, o emagrecimento é uma das principais estratégias para se livrar do distúrbio. O processo, entretanto, deve ocorrer de forma gradual, sem radicalismos à mesa.” ( https://saude.abril.com.br/alimentacao/figado-livre-de-gordura/)

Diante disso, compostos emagrecedores naturais, assim como o Fat Repair, podem fazer parte dessa caminhada rumo ao emagrecimento. Converse com o seu profissional da nutrição para entender se esse composto pode fazer parte da sua rotina para acelerar o processo de emagrecimento e alcançar uma vida cada dia mais saudável.

Fontes:

Portal Drauzio Varella

Portal Tua Saúde

Portal Veja Saúde

Deixe uma resposta