Saúde

O que é imunidade e qual a importância de fortalecê-la.

Se você não ligava muito quando o assunto era imunidade, você com certeza passou a dar uma maior atenção ao termo diante da pandemia ocasionada pela doença Covid-19, não é mesmo? Mas, afinal, por que falou-se tanto sobre imunidade ao longo dos dias de isolamento social? O nosso sistema imunológico é o mecanismo responsável por defender o nosso corpo de agentes infecciosos que causam danos ao nosso corpo. O sistema imunológico é formado por moléculas, células, tecidos e órgãos que atuam com o objetivo de garantir nossa proteção. 

Quando estamos reagindo de maneira efetiva aos agentes estranhos que tentam nos causar danos, significa que a nossa imunidade está fortalecida. Por outro lado, quando ficamos facilmente debilitados, com gripes constantes, infecções, febres, cansaço, náuseas e outras características, significa dizer que nossa imunidade pode estar baixa, ou seja, nosso corpo não está produzindo adequadamente as células de defesa do corpo. 

Por isso, tanto se falou sobre imunidade ao longo dos meses de pandemia, afinal, uma imunidade baixa deixa o corpo mais suscetível à ação de organismos prejudiciais à nossa saúde. Portanto, é sempre muito importante ficar atento aos sinais que o corpo dá e aos sintomas da imunidade baixa.

O que diminui nossa imunidade? 

Aqui, o primeiro aspecto que precisa ser destacado é que a imunidade baixa pode ser causada por algumas doenças, tais como diabetes, câncer, HIV, problemas cardíacos e outros. No entanto, alguns hábitos e situações do dia a dia podem ser responsáveis pela baixa da nossa imunidade. Alguns exemplos são:  a má alimentação, o costume excessivo de fumar ou beber, a tensão pré-menstrual (tpm), utilização de medicamentos corticoides e imunosupressores, estresse e cansaço, distúrbios do sono, a falta de exercício físico ou a prática feita em excesso e com intensidade exagerada, pessoas em processo de quimioterapia, assim como a predisposição genética a um sistema imunológico fraco.

E o que fortalece nossa imunidade? 

Você pode estar se perguntando: “Mas é tarde demais para fortalecer a minha imunidade?” Jamais!

Nunca é tarde demais para nada. E quando você pode começar com atitudes simples e sem sair de casa, melhor ainda.  Para aumentar a imunidade de forma natural e prática:

– Consuma alimentos como açafrão, gengibre, alho, frutas cítricas (limão, laranja…), iogurtes naturais e alimentos ricos em zinco (carne, cereais integrais, sementes e leguminosas). Eles são ricos em antioxidantes e possuem fortes ações antibacterianas, contribuindo assim para o fortalecimento da sua imunidade.

– Tenha uma alimentação variada e colorida. Quanto maior a variedade de alimentos que você consome, mais equilibrada vai ser a sua rotina alimentar e mais diversas serão as fontes de vitaminas e minerais. Uma dieta rica e completa será um verdadeiro prato cheio para o seu corpo oferecer aquilo que é necessário para as suas células de defesa se tornarem bastante eficientes.

– Adote bons hábitos de saúde: faça o consumo moderado de álcool, evite cigarro, durma adequadamente, pratique atividades físicas na quantidade adequada, beba bastante água, busque alimentar bons sentimentos e evitar ao máximo o estresse, mantenha hábitos de higiene que te deixem longe do risco de contaminações.

Potencializando a imunidade

Se você desejar fortalecer a imunidade de maneira ainda mais rápida e efetiva, nós da Health Repair recomendamos a utilização do Imuno Repair. O Imuno Repair é uma suplementação que auxilia no reforço do sistema imunológico prevenindo gripes e resfriados, além de infecções respiratórias. Alguns dos principais benefícios do composto são:

– Auxiliar no reforço do sistema imunológico;

– Auxiliar na prevenção de gripes, resfriados e infecções respiratórias;

– Ação antioxidante;

– Diminuir o estresse oxidativo; proporcionando resultados ainda mais rápidos.

Um dos compostos essenciais e preciosos da fórmula do Imuno Repair é a Vitamina C, que nos protege contra a baixa imunidade, possíveis doenças cardiovasculares, envelhecimento da pele e doenças na visão. Embora em alguns casos se faça necessária a reposição dessa vitamina por meio da suplementação em cápsulas, existem também as fontes naturais de vitamina C que estão presentes principalmente nas frutas cítricas como maracujá, laranja e limão e em verduras e legumes em geral.
Além da Vitamina C, o composto conta ainda com Equinácea Purpúrea, Vitamina E, Selênio, Lisina, Epicor, Vitamina D3, ferro quelado e zinco quelado.

Deixe uma resposta